Notícias>

FacebookYoutube
CONHEÇA NOSSAS
MÍDIAS SOCIAIS

Publicado em 06/08/2015

Uma extensão de cada residência


    Warning: getimagesize(PASTA_UPLOADgalerias/8/4896/m_f34578.jpg) [function.getimagesize]: failed to open stream: Arquivo ou diretório não encontrado in /home/favoretoconstrutora.com.br/www/noticias_detalhes.php on line 51

A Favoreto acredita que ter uma área de lazer bem equipada à disposição dos moradores aumenta a qualidade de vida e garante momentos mais que especiais com a família e amigos. Tudo isso, no conforto de estar em casa. Confiram reportagem da In Arquitetura, responsável pela decoração da área de lazer do empreendimento Piazza di Fiori!

http://winkmag.com.br/uma-extensao-de-cada-residencia/

As áreas de lazer de um condomínio são um pouquinho do lar de cada família. E é pensando em cada morador que o projeto de interiores do escritório In Arquitetura torna esses espaços funcionais e aconchegantes

Congregar uma diversidade de formas de uso, por diferentes pessoas, com inúmeros motivos ou objetivos. É esse o ponto de partida para um projeto de interiores das áreas comuns de um edifício residencial. A área a ser trabalhada é previamente delimitada pela arquitetura do empreendimento, por isso, a criatividade, o bom gosto e a sensibilidade dos arquitetos para definir e executar o projeto interior são fundamentais para criar ambientes aconchegantes, que sejam uma espécie de extensão do apartamento de cada morador.

No residencial Piazza di Fiori, em Ibiporã, Camila Forbeck, Henrique Rainato e Paula Viotto, do escritório In Arquitetura, acabam de entregar o projeto de interiores das áreas comuns. Ou seja, a iluminação decorativa, o tipo e disposição do mobiliário, a decoração do espaço gourmet, da lan house, sala de jogos, academia e churrasqueira é assinada por eles. “Nesse tipo de trabalho não temos um cliente especifico, temos várias famílias, com gostos e objetivos diferentes. Transformamos esses espaços, e a maior recompensa é que os moradores aprovem e façam uso de cada ambiente”, considera Camila Forbeck.

Já no hall de entrada um desafio. Estreito e curvilíneo, a solução encontrada para conferir charme e criar sensação de aconchego imediatamente ao entrar no prédio foi a instalação de um painel de madeira, com gravuras emolduradas ao centro e iluminadas por fitas de led, além de espelhos para criar a sensação de amplitude..

Já o espaço gourmet recebeu uma decoração que objetiva ser democrática e atemporal. Assim, é possível receber desde festas temáticas a reuniões mais íntimas. “Como é um prédio, a gente gosta de trabalhar com neutralidade, desde a escolha dos acabamentos, as cores das paredes, quadros em preto e branco, pois é algo impessoal, apropriado para receber qualquer tipo de festa”, avalia Camila Forbeck. Os arquitetos optaram por mesas quadradas, para flexibilizar o layout, e obter assim uma variedade de junções e formações, de acordo com o tipo de evento. Há também o sofá, que forma um lounge, para encontros mais descontraídos, que não exijam a formalidade de mesas postas.

“Fizemos algumas alterações arquitetônicas apenas para valorizar o projeto, como, por exemplo, o desenho da bancada, para que pudéssemos acomodar mais pessoas”, relata Camila. A bancada estendida possibilita reunir e integrar os convidados na preparação ou degustação de pratos. “Seria uma extensão do nosso apartamento”, assinala. “Até na decoração procuramos acrescentar elementos que remetam à residência, como o tipo de vaso, de luminária, para reforçar essa aproximação. É impessoal, mas não frio”. Nas cores, apenas fendi, marrom, preto, branco e suas variações em cinza.

A lan house recebeu decoração funcional e lúdica. Os arquitetos brincaram com gravuras que remetem ao ambiente virtual de jogos. “Pensamos a sala para ser usada tanto como ambiente de games, como também de estudos”, pontua a arquiteta. Para isso, a iluminação com foco de luz dirigida é fundamental para estudos tanto no computador como em livros físicos.

Além de jogos virtuais na lan house, o morador também tem a opção de se divertir na sala de jogos, equipada com mesa de bilhar, pebolim, jogo de dardo. O espaço mantém as cores neutras, mas recebeu também um papel de parede, para dar mais dinamismo e decorar, além de painéis de madeira, que conferem sensação de calor e acolhimento. “Nessa sala, as cores vem do mobiliário, como a mesa de sinuca, os bonecos do pebolim, por exemplo”, aponta Camila. O forro recebeu iluminação diferenciada, destacando o mobiliário e criando um clima mais íntimo e agradável.

Para trabalhar o corpo, na sala de fitness, além dos equipamentos de ginástica, o cuidado em preparar o ambiente com espelhos, a utilização de imagens de pessoas praticando exercícios físicos, o piso emborrachado e até mesmo as faixas de iluminação no teto decoram e tornam o espaço acolhedor e funcional para se exercitar o corpo e relaxar a mente.